Loading...

Gonçalves, a pérola a Mantiqueira

  • Homepage
  • Gonçalves, a pérola a Mantiqueira

Gonçalves – a pérola da Mantiqueira – é uma cidadezinha típica do interior mineiro: poucas ruas, nenhum semáforo, a igreja matriz na praça principal, cavalos e cavaleiros compartilham as vias com os carros, ainda existe o entregador de leite – a cavalo – em domicílio e as pessoas ainda sentam à varanda para conversar e para cumprimentar quem passa.

Gonçalves, a pérola da Mantiqueria. Post da Pousada Serra Vista.
A pequena Gonçalves abraçada abraçada por sua vegetação característica: as araucárias – Foto: Amandina Morbeck.

Na zona urbana moram menos de mil pessoas e os estabelecimentos comerciais tradicionais – supermercados, açougues, depósitos de material de construção, postos de gasolina, padarias, frutaria, bares, pet shops etc. – compartilham espaço com restaurantes, lojas de artesanato, de queijos e de embutidos e de lembrancinhas da cidade, ateliês, bistrôs, fábrica de geleia, adega etc. Parte deles foi aberta por pessoas de outras cidades que vieram passear, apaixonaram-se pelo lugar e resolveram ficar.

Mas a questão é que Gonçalves e seu imenso município tem esse poder de atração quase irresistível. São vários os casos de quem veio para um fim de semana e já saiu com casa ou chalé alugado. Outros, mesmo sem nada fixo na região, continuam voltando e nunca deixam de se encantar por esse lugar especial.

Clima de montanha

 

Geada no Bairro Campeste em Gonçalves, MG. No inverno, temperaturas ficam abaixo de zero.
No inverno, as temperaturas despencam no município. Em 2016, foram vários dias com geada e o termômetro marcou abaixo de zero em vários lugares – Foto: Lidia Magalhães/Reprodução.

No município de Gonçalves a variação de altitude fica entre 700 (Vale do Lambari) e 2.100 metros (Pedra Bonita, no Bairro Campestre). No inverno, as temperaturas podem ficar abaixo de zero e, como aconteceu em 2016, a geada muda a paisagem, forrando a vegetação e deixando-a esbranquiçada.

Nessa estação, a curtição dentro de casa ou da pousada inclui acender a lareira, enrolar-se numa manta, tomar um vinho e saborear um caldo. Essa também é a melhor época do ano para, bem agasalhado, aproveitar a beleza do céu sem nuvens salpicado de estrelas.

Nos outros meses há uma variação muito grande na temperatura e de novembro a março as chuvas caem às vezes torrencialmente. Mas independentemente de quão quente o dia seja, manhãs e noites são sempre fresquinhas.

Preservação e belezas naturais

 

Beija-flor na Pousada Serra Vista em Gonçalves MG. Foto: Miro Martins.
Com a preservação da mata atlântica remanescente no município, a vida silvestre agradece – Foto: Miro Martins.

Todo o município de Gonçalves faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA)  Fernão Dias. Isso significa que, por ser uma área de remanescentes da quase extinta Mata Atlântica, deve ser protegida e preservada. Por causa disso, algumas espécies da fauna reapareceram, como jacu e beija-flor. Araucárias, por exemplo, apesar de não serem nativas, integram o ecossistema dessa porção da Serra da Mantiqueira, enfeitam a paisagem, fornecem pinhão e só podem ser derrubadas de forma pontual, com solicitação junto ao órgão de defesa ambiental, que faz a vistoria no local e autoriza ou não.

Com isso, aos poucos a vegetação se recupera e todos se beneficiam, pois a beleza natural da região é o principal atrativo para conquistar os visitantes temporários e os novos moradores de diferentes partes do Brasil que escolhem Gonçalves para viver.

Abaixo, veja a lista de atrativos para você curtir a região de acordo com seu perfil.

Atrativos

 

Do topo para ver mais longe

 

Pedra do Forno no Bairro Terra Fria em Gonçalves MG.
Pedra do Forno vista do alto da Pedra Chanfrada – Foto: Amandina Morbeck.

Caminhar devagar e chegar ao alto de uma pedra para deixar a vista se perder no mar de montanhas é uma ótima pedida para quem gosta de atividade ao ar livre e tem o preparo físico que ela exige.

No município de Gonçalves os destaques são as pedras do Forno, do Cruzeiro, Chanfrada e Bonita, além das vizinhas pedras do Jair (na divisa com Sapucaí Mirim) e de São Domingos (na divisa com Córrego do Bom Jesus).

Na vizinha Paraisópolis fica o Morro do Machadão, onde se chega de carro e de onde os praticantes saltam de parapente.

Cachoeiras para os fortes

 

Cachoeira Sete Quedas - Foto: Arquivo pessoal.
Cachoeira Sete Quedas – Foto: Arquivo pessoal.

Os rios que descem os morros da região formam algumas cachoeiras, todas com fácil acesso. O desafio não é chegar até elas, mas mergulhar em seus poços de água gelada, mesmo no verão.

A mais próxima da cidade é a do Retiro, que fica na beira da estrada entre Gonçalves e São Sebastião das Três Orelhas, mas na lista também estão a do Simão, a Sete Quedas, a do Cruzeiro, a dos Henriques e a dos Martins.

Independentemente de ter coragem para mergulhos, só ouvir o som da água correndo e curtir o visual já são revigorantes.

Restaurantes rurais

 

Restaurante Ao Pé da Pedra fica no sopé da Pedra Chanfrada.
Restaurante Ao Pé da Pedra, que tem esse nome por ficar ao pé da Pedra Chanfrada – Foto: Amandina Morbeck.

Nem precisamos falar sobre o quanto a culinária mineira é apreciada, no geral, para apresentar alguns deliciosos restaurantes rurais no município – e em municípios vizinhos.

No Bairro Terra Fria estão Ao Pé da Pedra, Vale das Montanhas e do Zé Ovídeo e Glória. Um pouco para frente, no Juncal, mas já no município de Sapucaí Mirim, ficam o Três Irmãs e o Pedra do Jair (no sopé da pedra de 2000 metros de altitude). Nos Venâncios, o da Vilma.

Cada um tem seu tempero, com variação no cardápio, mas as delícias são de deixar saudade.

Além dos restaurantes tipicamente mineiros, a lista dos que ficam fora da cidade não para por aí. Ainda tem Geminus GastroArt, que fica do lado do boteco Juá de Capote, Vida Verde e Sauá.

Como você deve ter percebido, é preciso vir com tempo para aproveitar tudo o que Gonçalves tem a oferecer.

Feira orgânica

 

Café na Roça, que funciona aos sábados no mesmo espaço da feira orgânica - Gonçalves MG.
O Café na Roça fica ao lado do galpão da feira orgânica e abre aos sábados de manhã – Foto: Amandina Morbeck.

Um dos destaques do município é sua produção de orgânicos, projeto abraçado por agricultores locais e por novos moradores. Semanalmente, boa parte dos produtos são levados para outros centros, como São Paulo, e aos sábados acontece a feira orgânica na cidade. O galpão é aberto ao público, fica na saída para o Bairro São Sebastião e funciona das 9h às 13h.

Ao lado dele fica o Café na Roça, que se tornou um ponto de encontro festivo tanto para moradores como para visitantes. Tudo o que é servido ali – pão de queijo, bolos, tortas, sucos e café – também é orgânico.

Um playground feito a partir do reaproveitamento de pneus usados faz a festa da criançada.

Cachaça da terra

 

Alambique Três Barras em Gonçalves MG.
Cachaça Gonçalves, fabricada pelo Alambique Três Barras – Foto: Gê Azevedo/Reprodução.

Além da oportunidade de comprar uma cachaça 100% gonçalvense, quem nunca viu como é o processo de produção tem a oportunidade de fazer isso ao visitar o alambique Três Barras, que fica no bairro com mesmo nome.

E depois, pode degustar os diversos sabores da “marvada” diretamente dos barris de madeira antes de escolher quais quer levar para casa para consumo ou para dar de presente a quem aprecia a bebida.

Passeios de 4×4 e aventura

 

Para quem gosta de passeios em estradas de terra, Gonçalves oferece muitas opções – Foto: Amandina Morbeck.

Apenas a rodovia que chega até o portal da cidade, vinda a partir do entroncamento com a MG 173, é asfaltada. Todas as outras estradas que levam aos bairros são de terra.

Uma maneira de conhecer a região e seus pontos turísticos, como a casa de pau-a-pique de mais de 150 anos ou a Serra da Balança, é contratando os serviços de agências que levam os visitantes em veículos 4×4, como a Mantiqueira Ecoturismo e a Conexão Gonçalves Ecoaventura.


ATENÇÃO

  • A única operadora de celular em Gonçalves é a Vivo;
  • A única agência bancária – com caixa eletrônico fora do expediente normal – é do Banco do Brasil;
  • É possível sacar dinheiro no Bradesco Expresso no Mercado Du Ponto, desde que haja disponibilidade de moeda. Ou seja, não há garantia de que haverá dinheiro a qualquer momento;
  • A maioria dos estabelecimentos comerciais do centro da cidade aceitam cartão de crédito e cartão de débito, mas nos restaurantes da zona rural, apenas dinheiro e cheque;
  • Traga roupas e calçados apropriados para caminhadas e passeios, pois a estrutura de Gonçalves é mais rústica e saltos altos não são recomendados;
  • Mesmo no verão, traga também roupas mais quentes porque as temperaturas à noite e pela manhã são sempre amenas. Afinal, estamos na montanha.

Seu ponto de partida na serra

 

Linda vista da Pousada Serra Vista e seus arredores - Foto: Miro Martins.
Linda vista da Pousada Serra Vista e seus arredores – Foto: Miro Martins.

Hospede-se conosco com todo o conforto e, de nossas dependências, parta para explorar as opções pelo município.

Clique aqui e conheça os chalés, a infraestrutura da Pousada Serra Vista e sua localização.